Covardia na Sociedade Cristã

Gandhi, líder revolucionário da Índia
A covardia e o medo de assumir os erros tem sido comum na sociedade. A população inspiram-se em líderes revolucionários, mas esquecem-se que eles admitiam a responsabilidade pelo que cometiam, segue o exemplo de Gandhi, que pela desobediência civil foi preso inúmeras vezes e não resistiu ao cárcere; uma vergonha para o cristianismo, que hoje encontra-se com adeptos que são covardes e mentem para fugir da culpa.

Moisés impondo as mãos sobre Josué, Filho de Num.
(Deuteronômio 34:9) 
No livro de Deuteronômio 31:23 encontra-se um versículo, no qual Yahweh diz a Josué para ser forte e corajoso porque ele iria liderar o povo de Israel para a terra prometida. Os cristãos receberam de Jesus a ordem de conduzir o mundo para a luz, e para realizar esta tarefa é vital tomar postura de um líder e biblicamente esse é corajoso, não foge de suas responsabilidades.

Além disso, acontece que esses comungantes do evangelho para fugirem da sua transgressão acabam mentindo, e assim tiram de si a infração e passam para os outros. Essa natureza adâmica é criticada por Cristo no livro de João 8:44 quando chama os mentirosos de filhos do diabo, pelo qual o maligno também é o pai da mentira.
Josué e Calebe

Tendo em vista os pontos citados, observa-se que os falsos cristãos tornam-se ainda mais digno de culpabilidade ao tentar fugir de suas responsabilidades tornando-se mentirosos, seguindo os passos do diabo e não os de Cristo. Essa pessoa, a qual havia declarado que Jesus era o seu Senhor e guia, não consegue, por esse motivo, expor a verdade do evangelho da salvação ao mundo em trevas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário